Top 10: Criações da Apple que revolucionaram o mercado de computadores e eletrônicos

Fundada em abril de 1976 em uma garagem da Califórnia, nos Estados Unidos, a Apple começou como uma empresa modesta, com Steve Wozniak e Steve Jobs fabricando computadores pessoais em uma época em que isso não passava de ficção científica. Pouco mais de 35 anos depois, a companhia é a maior em tecnologia do mundo, superando inclusive gigantes tradicionais como Microsoft e IBM.

Apple cresce no mercado (Foto: Reprodução)Apple cresce no mercado

Muito disso se deve à sempre dinâmica e inovadora mente de Jobs, responsável pelas ideias mirabolantes e conceitos arrojados. Há quem diga que é um chefe complicado, perfeccionista até, mas o fato é que existem resultados comprovando a eficácia de seu estilo.

Não é difícil encontrar fãs da empresa, o que gera um culto e muitas críticas pejorativas. Os produtos da Apple são bonitos e fáceis de usar, mas também caros (especialmente no Brasil), garantindo um ar ainda mais elitista à companhia. Mas é inegável que seus produtos mudaram a indústria da tecnologia, seja no ramo da computação ou, mais recentemente, na área móvel.

Este texto traz aqui as principais inovações da Maçã em toda a sua história. São apenas alguns exemplos, mas que já dão uma boa ideia sobre a importância da empresa de Steve Jobs no mercado como benchmarking para as próprias concorrentes. Caso queira discordar, concordar ou sugerir outros produtos, basta utilizar nossos comentários.

Continue Lendo

Malwares para Mac estão aumentando, diz suporte da Apple


Quem dizia que preferia usar o Mac porque ele é mais seguro contra vírus, trojans e outras ameaças virtuais, pode começar a mudar o discurso. Ed Bott, do ZDNet, reportou no começo de maio que dois leitores encontraram malwares nos Macs que usam no trabalho e, em ambos os casos, as ameaças vinham de buscas do Google Imagens, uma fonte comum de malwares.

No final de semana, Ed recebeu um email de um atendente do suporte do AppleCare e as notícias não são animadoras.

“É um fato que muitas pessoas estão caindo neste golpe. O volume de ligações no AppleCare está de 4 a 5 vezes mais alto do que o normal e a maioria é sobre o Mac Defender e derivados. Muitos usuários de Mac estão frustrados porque pensavam que eles eram imunes a vírus e acham que esta é uma grande ameaça. Gostaria de dizer que não foram muitos que caíram no golpe, mas desde a semana passada, não fazemos nada além de atender ligações sobre o Mac Defender.”

Ed ligou para o funcionário e o entrevistou – mas preservou a identidade dele. O empregado da Apple disse que há mais ou menos 600 pessoas trabalhando no AppleCare. “Antes disso acontecer, tínhamos entre sete a doze minutos entre as ligações. Agora, temos sorte se conseguirmos algum tempo antes do próximo telefonema”, disse.

Apesar do volume de ligações, os funcionários são instruídos a não ajudar aos usuários a remover o malware do computador. “O motivo para esta regra é que mesmo que o Mac Defender seja fácil de ser removido, não podemos criar a expectativa de que removeremos todos os malwares [do computador do usuário] no futuro. É para isso que existe os programas de antivírus”, explica.

“Mas embora tenha esta regra, a maioria de nós ajuda o usuário [a retirar o malware]. Não posso dizer a um pai que está surtando sobre o que a filha de seis anos viu que não posso ajudá-lo a tirar o vírus”, confessa. O atendente também disse que as ligações são monitoradas aleatoriamente, mas os gerentes do andar só tomarão medidas drásticas se sofrerem pressão dos superiores.

O funcionário diz também que o malware tem vários nomes (como Mac Defender, Apple Security e variações), mas desde que o usuário não digite a senha de administrador ao baixar e instalar a ameaça virtual, ele está seguro. Ele também recomenda que, mesmo usando um Mac, é preferível ter um software antivírus como os do Norton, McAfee e Sophos.

Por Bianca Hayashi,